quinta-feira, 10 de junho de 2010

Deus


Deus não é anterior ao mundo,
Ele não o criou.
É o mundo mesmo em si.

Deus é a própria criação,
É a própria vida
Em todos os sentidos,
Em todos os lugares.

Ele permitiu que fôssemos,
Cada um de nós,
Extensões dEle próprio
Para se fazer presente
Aqui e ali,
Dentro e fora,
Ontem, hoje e amanhã.

Deus é o melhor daquilo
Que não conseguimos encontrar
Em nós mesmos.
É todo o amor que
Não praticamos
E é toda a maldade também.

Porque Ele permitiu
Que toda a diversidade
Fosse uma só coisa:
Um mistério, uma canção;
Uma energia eterna em movimento.
Transformação...

Felipe Fonseca
Belém, 20 de maio de 2010.

Um comentário:

edinasmith disse...

Deus é a perfeição que não compreendemos ainda.
Temos vaga impressão de Sua grandiosidade, pois nossos
sentidos e pecepções ainda
estão muito embotados pelos
defeitos de nossos espíritos.
Rendamos homenagens a Ele, pois graças a sua infinita bondade
existimos e estamos progredindo, caminhando para a perfeição.
Leve o tempo que levar.

Sucesso